maio 11, 2002

ok, dessa vez é sério.

vou ficar desconectado por um, dois meses talvez. não se trata de problema de conexão, muito menos de provedor, tampouco de falta de recursos para pagar a linha de telefone. estudo. e trabalho. muitas coisas a fazer. e pouco tempo para executar. sorry...

sobre minha mãe, ela ainda vai marcar a tal cirurgia. primeiro ela precisa fazer um exame para 'fotografar' o globo ocular, para saber exatamente onde o laser irá ser direcionado. e esse exame será feito na próxima terça. por enquanto está tudo bem, mas eu volto para contar novidades.

também não significa que irei sumir de vez e nunca mais reaparecer. vou estar por aí, visitando os blog's vizinhos. e vez ou outra coloco alguma coisa aqui também. é que preciso dar um foco maior em meu trabalho de conclusão e nas coisas do serviço.

não é um adeus, apenas um até mais, como sempre. =)

Ainda é Cedo - Legião Urbana

Uma menina me ensinou
Quase tudo que eu sei
Era quase escravidão
Mas ela me tratava como um rei
Ela fazia muitos planos
Eu só queria estar ali
Sempre ao lado dela
Eu não tinha aonde ir
Mas, egoísta que eu sou,
Me esqueci de ajudar
A ela como ela me ajudou
E não quis me separar.
Ela também estava perdida
E por isso se agarrava a mim também
E eu me agarrava a ela
Porque eu não tinha mais ninguém.


E eu dizia: - Ainda é cedo, cedo, cedo, cedo, cedo.
E eu dizia: - Ainda é cedo, cedo, cedo, cedo, cedo.
Aí eu dizia: - Ainda é cedo, cedo, cedo, cedo, cedo.
Aí eu dizia ainda é cedo...


Sei que ela terminou
O que eu não comecei
E o que ela descobriu
Eu aprendi também, eu sei.
Ela falou: - Você tem medo.
Aí eu disse: - Quem tem medo é você.
Falamos o que não devia
Nunca ser dito por ninguém
Ela me disse: - Eu não sei mais o que eu sinto por você.
Vamos dar um tempo, um dia a gente se vê.


E eu dizia: - Ainda é cedo, cedo, cedo, cedo, cedo.
E eu dizia: - Ainda é cedo, cedo, cedo, cedo, cedo.
Aí eu dizia: - Ainda é cedo, cedo, cedo, cedo, cedo.
Aí eu dizia ainda é cedo...



té mais!

Nenhum comentário :