setembro 07, 2001

Feriado nacional. Mas o que há para se comemorar nesse dia?

Tanta coisa que está errada, que sabem que está errado, mas o que se faz para alterar? Nada... Como meu chefe estava comentando num almoço, "como deve ser bom votar e decidir qual será o próprio salário, sobre as leis que podem ir contra a imunidade parlamentar, dos próprios juízes decidirem quanto vão ganhar". Tanta falcatrua, e ninguém lá se acha estar errado. Como dizia Marx, dentro do sistema as desigualdades se perpetuam. Como no livro que li também uns meses atrás, "Pai Rico, Pai Pobre", de Robert T. Kiyosaki, que falava que os ricos, por terem meio de estar em contato com aqueles que criam as leis, as fazem em seu próprio benefício. E o pior é que sempre acabamos votando nos mesmos, se não é o pai, é o filho, ou o sobrinho daquele político que todos sabem ser corrupto.

Não dá para se negar mais de 500 anos de história...

Aliás, falando nesse livro, muito bom apesar de ser puramente capitalista, visto que parte do princípio de que o sistema é dado inalterável para propor que as pessoas aprendam as regras do 'jogo' capitalista, fica uma recomendação de leitura. Acho que vale a pena, mesmo porquê não será nem hoje nem amanhã que irão derrubar o sistema. É um processo, até agora lento, de mudanças que precisam ser feitas, e eu realmente espero que sejam.

Recebi um email da natynha dizendo que tem vindo aqui e lido meu blog. Obrigado por vir! ;o) E, aproveitando a oportunidade, digo que, por ser meu primeiro blog, ainda estou me acostumando a esse novo meio de expor idéias, mas que aos poucos este lugar vai melhorando. É agüardar para ver. E estimo melhoras para você! ;o)

Ainda não mudei as cores, mas logo, logo...

Té mais!

Nenhum comentário :